quarta-feira, 21 de setembro de 2011


[capitão nascimento no oscar 2012?]


Ontem foi anunciada pela Ancine a escolha de Tropa de Elite 2 como representante do Brasil para tentar uma vaga na categoria "filme estrangeiro" no próximo Oscar. Acho pouco provável que a obra-prima de José Padilha emplaque a indicação: apesar de ser um filme policial-social que dialoga com imensa propriedade com clássicos do gênero, como Sindicato de Ladrões e Serpico, Tropa de Elite 2 padece do mal de ser uma sequência - e, ainda por cima, de um filme que, ao que parece, foi pouco visto em terras norte-americanas, e, quando visto, bastante criticado.
Mesmo assim, a escolha me pareceu bastante acertada. Diante de uma seleção fraca, composta por obras menores que dificilmente teriam alguma envergadura para competir numa seleção como essa (Bruna Surfistinha e Vips, os únicos que assisti da lista de possíveis candidatos além de Tropa 2, são bons filmes, mas não coloco minha mão no fogo por Assalto ao Banco Central, As Mães de Chico Xavier, Federal, Família Vende Tudo, entre outros), ao menos fez-se a opção por um grande filme. E ter a certeza de que o Brasil será representado por cinema de alto nível na disputa pelos Academy Awards, depois de Lula, o Filho do Brasil, Salve Geral e Última Parada 174, já dá uma pontinha de orgulho.

Um comentário:

alan raspante disse...

Será que agora vai??