quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Cisne Negro



Cisne Negro guarda lá suas semelhanças com o filme imediatamente anterior de Darren Aronofsky, o maravilhoso O Lutador. Ambos tratam de pessoas que sacrificam seus corpos, sua saúde, para dedicar-se a uma forma de "arte", ainda que, aparentemente, extremos opostos: a grosseira luta livre de um lado, o balé sublime de outro. No entanto, se olharmos atentamente, Cisne Negro está bem mais próximo de outras obras do diretor, como Pi e Réquiem para um Sonho, por ter como protagonista alguém que acaba consumido por sua própria obsessão - a trajetória de Nina Sayers é tão perturbadora quanto a da Sara Goldfarb vivida por Ellen Burstyn em Réquiem para um Sonho, por exemplo.

É nesta capacidade de causar incômodo, de mexer com os nervos do espectador que reside uma das grandes forças de Cisne Negro. É difícil permanecer impassível diante do filme, com o mergulho sem concessões de Aronofsky nas alucinações de sua protagonista. A entrega de Natalie Portman ao papel que desempenha também é fascinante. Sentimos dor e aflição juntamente com a personagem, e, sobretudo, pena diante de sua jornada. É uma atuação estupenda, das pequenas cenas íntimas às grandiosas (e belissimamente filmadas) sequências de balé.

Obra-prima sobre o processo de auto-destruição de uma artista, Cisne Negro parece uma releitura de Repulsa ao Sexo com alguns toques de A Mosca - sem perder as rimas narrativas/temáticas com a filmografia de seu próprio diretor, como já comentei. É perturbador como o primeiro e bizarro como o segundo. E, como ambos, difícil de esquecer. Roman Polanski e David Cronenberg. Darren Aronofsky está em ótima companhia.


Cisne Negro 
Black Swan, 2010
Darren Aronofsky

6 comentários:

Kahlil Affonso disse...

o melhor filme de 2010

http://filme-do-dia.blogspot.com/

@JuniorAd disse...

Olá!

Preciso falar com o responsável do blog. Estou pensando em fazer um live blogging reunindo blogueiros cinéfilos para cobrir eventos como o Oscar 2011.

Espero contato!

Luiz Santiago disse...

JÚRI DE CINÉFILOS

Olá.

O CINEBULIÇÃO o convida para fazer parte de um grupo de cinéfilos cuja intenção é votar e elencar temas relacionados à Sétima Arte para serem votados. Como Editor do blog, o meu objetivo é juntar um grupo de blogueiros que escrevem sobre cinema, para poder contar com eles a cada Lista que o CINEBULIÇÃO fizer. Caso aceite o convite, sua participação será a de jurado efetivo, ou seja, toda vez que eu for organizar uma lista, você será comunicado previamente, informado das regras e do prazo de entrega. A frequência das listas no CINEBULIÇÃO é de uma por mês ou por bimestre, dependendo da pauta diária do blog. Ao aceitar, você se compromete em participar de todas as listas para as quais for informado, exceto na ocorrência de sérios imprevistos; e também terá o seu nome, bem como a indicação do seu blog na lista de JURADOS CINÉFILOS do CINEBULIÇÃO.

Se não for aceitar o convite, por favor, não publique esse comentário.

Se for aceitar, envie um e-mail para: LULGO1@HOTMAIL.COM com os seguintes dados:

Título do e-mail: CONVIDADO PARA O JÚRI

Nome: (coloque o nome que você usa para assinar suas postagens no seu blog, ou seu nome completo, ou pseudônimo com o qual queira participar do Júri. Lembrando que apelidos libidinosos do tipo “Gatinha Manhosa” ou “Morenão Sarado” não serão aceitos).

E-mail oficial: (coloque o e-mail que você checa diariamente. É para ele que serão enviadas as regras para a primeira lista, e todos os outros comunicados do Júri).

Mini-currículo: (ou a chamada “sessão EGO”. Faça um pequeno apanhado das suas atividades, preferências cinematográficas, etc. Não coloque as empresas para as quais trabalhou ou seus desejos ocultos. Lembre-se que esse mini-currículo será exibido logo abaixo do seu nome, na lista dos Jurados.)

Cidade e Estado onde reside: (acho que não é necessário explicar isso. Mas por vias das dúvidas, vai lá: você deve colocar a cidade que você mora, ex.: Recife; e o Estado, nesse caso, Pernambuco.

Caso não responder a esse convite até o dia 31/01/2011, seu convite para a participação do Júri de Cinéfilos do Cinebulição será anulado.

Um abraço. Obrigado.

E parabéns pelo convite. Isso é sinal de que respeito e aprecio sua opinião sobre cinema e o seu trabalho no blog.

p.s.: caso o seu blog tenha mais um editor além de você, será permitida a candidatura desses também. Ele, ou eles, devem seguir as mesmas regras que você. NÃO SERÃO ACEITOS E-MAILS COM MAIS DE UMA APRESENTAÇÃO DE CONVITE.

Wally disse...

Interessante essa sua comparação inicial com O Lutador. Li um texto que descreve as semelhanças temáticas de ambos, particularmente o desfecho. É óbvio que, como fã de Aronofsky, estou ávido por este filme desde os primeiros detalhes anunciados.

Wallace Andrioli Guedes disse...

Você está certo, Wally, realmente há uma rima visual entre os desfechos de O LUTADOR e CISNE NEGRO. Os filmes realmente dialogam, apesar de tratarem de universos que são reconhecidos de forma tão diversa (a brutalidade grotesca da luta livre, a arte sublime do balé).

Helenice disse...

"Sentimos dor e aflição juntamente com a personagem". Me identifquei, rs. Aff, muita aflição esse filme, mas vale a pena, é muito bom msm...