terça-feira, 21 de abril de 2009

[trailer: lula, o filho do brasil]

Sou grande admirador da figura de Luis Inácio Lula da Silva, e admiro também, ainda que em menor escala, seu desempenho à frente do governo do Brasil. No entanto, independentemente de posições e opiniões políticas, é inegável que a trajetória de Lula é verdadeiramente impressionante, e não transformá-la em filme seria um imenso desperdício.
Estou dizendo tudo isso porque acaba de ser divulgado o primeiro trailer de Lula, o Filho do Brasil, dirigido por Fábio Barreto. A verdade é que me irrita profundamente a opção por fazer uma biografia tradicional do personagem, começando com seu nascimento e infância, chegando até sua ascensão como líder sindical. A vida de Lula poderia gerar um grande filme (ou filmes) se recortada de forma mais cuidadosa: por que não filmar seu envolvimento com o movimento sindical nos anos 70, ainda sob a ditadura militar, ou algum momento tenso de seu governo (como a crise de 2005), entregando um thriller político de primeira? Mas não, o que se busca aqui é uma espécie de 2 Filhos de Francisco, obviamente, elevado a uma potência maior, já que estamos falando aqui do principal líder político do país. E é isso que o trailer mostra.


No entanto, devo confessar que me surpreendi positivamente com o que foi mostrado: por mais que vejamos uma opção pelo óbvio, parece haver um clima bastante sóbrio na narrativa, sem grandes rompantes de exagero dramático. E sem contar que Rui Ricardo Dias deixa a impressão de estar prestes a entregar uma atuação monstruosa, e inesquecível. É esperar para ver.

5 comentários:

Rafael Carvalho disse...

A surpresa maior é que é um filme de Fabio Barreto extremamente bem filmado. A narrativa parece óbvia mesmo, mas se a trajetória de vida de alguém é interessante, nada contra. A trilha sonora também é um ponto alto.

cinevita disse...

Odiei o trailer. Mas não julgarei. To curioso pelo filme.

Ciao!

Bruno disse...

Hum, fiquei curioso com esse trailer, mas confesso que não me empolgo muito com o Fábio Barreto não. E eu tb prefiro quando uma biografia se limita a certa período de tempo, ou a certo acontecimento, como vc apontou. Na história do Lula há um prato farto para vários enfoques diferentes. Mas enfim, como vc mesmo disse, agora é esperar pra ver. Abraço!

Wallace Andrioli Guedes disse...

Bruno, a minha esperança é que, caso esse filme dê certo, outros poderiam ser feitos, em um formato mais recortado, mas ainda com o Rui Ricardo Dias no papel. Algo como o Michael Sheen como Tony Blair, que já está indo para o terceiro filme.
Rafael, de fato a trilha está bem boa.

nitzombies disse...

Também admiro a figura do Lula e espero que seja um bom filme, apesar dessa óbvia escolha pelo uma filmagem tradicional, como você frisou!

Cara, mudei pro wordpress, tem como você editar meu link no teu blogroll? Te adicionei no blog já! Abraçoss